Cartas e conferências que jamais haviam sido publicadas…

Por Hugo Langone

Queridos leitores,

O nome de Viktor Frankl não parecerá novidade a nenhum de vocês. Uma das figuras mais conhecidas, importantes e influentes do século XX, ele sobreviveu ao Holocausto após passar por quatro campos de concentração e, ali, viu muitos «desgraçados» descobrirem o sentido da vida. Além disso, tudo o que observou em meio ao sofrimento ajudou-o a fundamentar as convicções teóricas (e, por que não?, espirituais) que o fariam elaborar sua própria escola de terapia.

No entanto, o que poderá, sim, soar como novidade é a existência de cartas e conferências que jamais haviam sido publicadas em português. Nelas, o que vemos não é um Viktor Frankl «profissional», mas um homem que teve de regressar ao mundo após os traumas do nazismo e, ao fazê-lo, se viu diante de dilemas psicológicos, sociais e espirituais dificílimos: a necessidade do perdão, o problema da culpa coletiva, o luto, a dignidade de todo homem e toda mulher, entre muitas outras coisas.

O tom pessoal desses textos é de comover o mais endurecido dos corações; e, ao longo do processo de edição da obra, muitas vezes precisei fazer breves momentos de pausa para tomar um ar.

Caríssimos, a boa notícia é que a Quadrante foi atrás e conseguiu trazer este belo livro para o Brasil. E já está à disposição de todos…

Um abraço.

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *